No Congresso, cruzada conservadora agora é contra o ‘x’ como gênero neutro

O segmento conservador no Congresso Nacional, que é considerável, mira agora em outro alvo na defesa de sua pauta de costumes. A nova cruzada desse grupo,  argumentam, visa resguardar a língua portuguesa.

Não por acaso aliados do governo Bolsonaro, pelo menos 4 deputados apresentaram projetos para proibir a adoção no país do gênero neutro da linguagem, aquela que substitui os artigos  “o” e “a” nas palavras e os substituem por “x”, “@”  ou “e”.

Assim, tomando só um exemplo, a expressão prezados vira “prezadxs”, “[email protected]” ou “prezades”. Essa nova forma, englobaria todos os sexos, sem exclusões.

Na prática, a linguagem neutra, ou não-binária,  já vem sendo adotada, ainda de que maneira informal, em publicações e postagens em redes sociais, em discursos de determinadas ocasiões e até em escolas, mas de forma muito incipiente.

O incômodo dessa bancada é o fato de ser essa uma bandeira de movimentos sociais, em especial dos que são ligados às causas LGBTQIA+. Esses deputados não aceitam um “terceiro sexo”, como têm hábito de repetirem ao longo de anos na Câmara e no Senado. Só existem o homem e a mulher.

“É uma tentativa forçada de modificação da língua portuguesa, capitaneada por alguns movimentos sociais, com a falaciosa bandeira de democratização da linguagem. Nossa língua não é preconceituosa, mas sim aqueles que a pretendem utilizar para militância ideológica e exaltação de agenda política, modificando a realidade para moldá-la a seus propósitos escusos”, justifica o deputado Guilherme Derrite (PP-SP). Derrite é capitão da Polícia Militar e autor de um dos projetos que veda a adoção dessa linguagem.

Continua após a publicidade

Muito próxima de Bolsonaro, a deputada Carolina de Toni (PSL-SC) também ataca o que chamou de “novo dialeto” e propõe a defesa da norma culta da língua. Ela defende uma espécie de plebiscito sobre o tema.

“É absolutamente autoritário, ditatorial e antidemocrático que movimentos de minorias, tais como os que propagam o chamado dialeto, linguagem não-binária ou neutra, que toma de assalto as escolas. Pretendam modificar a língua oficial impondo diretamente nas salas de aula, o ensino de uma linguagem que substitua a gramática e a língua oficial, sem antes ter submetido tal pretensão a uma decisão geral da nação e sem aprovação maciça da população brasileira”, argumenta a parlamentar.

“Então, palavras como menina e menino dariam lugar a menine, [email protected] ou meninx; todos daria lugar a todes, [email protected] ou todx, por exemplo. Inaceitável”, completou Carolina de Toni.

O deputado Junio Amaral (PSL-MG), outro autor de proposta contra a neutralidade de gênero, quer proibir que escolas, bancas examinadoras de seleções de concursos públicos, editais e currículos escolares recorram a essa flexão de gênero.

Outro parlamentar, Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF), também quer barrar essa novidade no dia a dia da língua portuguesa.

“A discussão para essa substituição vem com o objetivo de incluir pessoas trans, não binárias, intersexo e as que não se identificam com os gêneros masculino e feminino, criando assim o gênero neutro para fins de aprendizagem e alfabetização. O projeto proíbe a substituição do gênero masculino e feminino pelo gênero neutro por considerar que em nenhum momento a modificação da língua portuguesa poderá beneficiar ou minorar os preconceitos existentes”, diz Ribeiro.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

21 de janeiro, quinta-feira

Bom dia. Aqui estão os principais assuntos para você começar o dia bem-informado. Um novo capítulo: o governo...

David Tygel também deixa o Boca Livre, quatro dias após Zé Renato e Lourenço Baeta saírem do grupo

A razão da debandada é a divergência política dos artistas com o integrante Maurício Maestro. ♪ O cantor...

Bolsonaro cumprimenta Biden e exalta relação ‘sólida’ entre Brasil e EUA

O presidente Jair Bolsonaro cumprimentou Joe Biden pela posse como novo presidente dos Estados Unidos em publicação postada nas redes sociais na tarde desta...

Cantora gospel Amanda Wanessa respira sem ajuda de aparelhos, diz família em rede social

De acordo com postagem no Instagram, na noite desta quarta-feira (20), o 'quadro clínico dela evoluiu ainda mais'....
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com