Internado em UTI, Maguito Vilela pode tomar posse da Prefeitura de Goiânia por meio de gestos


Emenda de vereador do mesmo partido do prefeito eleito permitiu à chapa tomar posse de forma virtual. Maguito está internado há mais de dois meses em São Paulo para tratar complicações da Covi-19. Sessão plenária que aprovou a emenda para a posse virtual dos vereadores e do prefeito eleito, em Goiânia
Divulgação/Câmara Municipal de Goiânia
O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela, vai tomar posse do cargo de dentro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por meio de gestos, na próxima sexta-feira (1º). O político está internado há mais de dois meses para tratar complicações da Covid-19.
Devido a traqueostomia no pescoço, Maguito Vilela vai poder se comunicar durante a cerimônia de posse por gestos e assinar o livro de Termo de Posse assim que terminar a validade do atestado médico.
Uma mudança no regimento interno da Câmara Municipal permitiu aos vereadores, ao prefeito e vice-prefeito eleitos que estiverem contaminados pelo coronavírus a participarem da cerimônia de forma virtual.
A exceção para esta legislatura foi criada por meio de uma resolução, aprovada em comissão e plenário, por causa da pandemia de coronavírus.
Maguito Vilela em foto tirada antes de ser entubado
Reprodução/Instagram
Histórico de internação
Maguito testou positivo para o coronavírus em 20 de outubro. Dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia.
Em 27 de outubro, ele recebeu diagnóstico de até 75% de inflamação nos pulmões e foi transferido para São Paulo. Em 30 de outubro, Maguito foi entubado, pela primeira vez, após piora no quadro respiratório. Em 8 de novembro, ele voltou a respirar sem o equipamento.
O político apresentou piora e foi entubado novamente em 15 de novembro, dia do primeiro turno das eleições. Dois dias depois, o candidato iniciou o tratamento respiratório com ECMO, uma máquina que imita as funções dos pulmões.
Em 3 de dezembro, após testar negativo para Covid-19, Maguito foi transferido para um leito de UTI comum do hospital. Depois de dois dias, a ECMO foi retirada.
No dia 11, o político apresentou um sangramento nos pulmões e passou por uma cirurgia para controlar o quadro. Após o procedimento, ele não teve mais hemorragias nos órgãos.
Em agosto deste ano, Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em um intervalo de menos de 10 dias. Elas tinham 82 e 76 anos e moravam em Jataí, cidade natal do político, localizada no sudoeste de Goiás.
VÍDEOS: Coronavírus em Goiás

Ultimas notícias

William Bonner quebra protocolo e faz desabafo ao vivo sobre a pandemia; assista

O jornalista William Bonner mais uma vez virou assunto nas redes sociais ao quebrar o protocolo e se posicionar sobre o avenço a pandemia...

Sesc promove 'Sarau Mulheres da Palavra' em Sorocaba

Encontro online também é aberto para o público recitar seus poemas. Sarau terá participação da poeta sorocabana Dayan...

Prefeito de Alta Floresta (MT) testa positivo para Covid-19 e prefeitura suspende atividades

As atividades na prefeitura só voltam na próxima quinta-feira (21). Durante esse período, o local passará por desinfecção...

Prefeitura de Campos desmente falsa escala de testagem que circula nas redes sociais

Locais onde são realizadas testagens itinerantes são divulgados nas redes oficiais do município com 12 horas de antecedência. A Prefeitura de Campos,...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com