CEO aos 32 anos, Marcia Esteves explica por que devemos encarar feedbacks como um presente

A CEO da agência Lew’LaraTBWA, Marcia Esteves, é a convidada do programa “Mulheres Positivas”, apresentado por Fabi Saad na Jovem Pan, nesta segunda-feira, 4. A empresária, que tinha o sonho de ser médica, mas se apaixonou pela área de comunicação ao entrar na universidade, assumiu o maior cargo de uma das maiores agências do país aos 34 anos e teve como um dos seus segredos a dedicação de coração e alma em todas as atividades desempenhadas ao longo da carreira. “Eu fui ganhando a sorte de ter gestores maravilhosos na minha trajetória. Isso me ajudou a aprender mais rápido, a entender que feedback negativo é um presente”, pontuou.

“Eu tive muita sorte, muita gente me apoiando, sempre tive pessoas ao redor que chamo de rede de proteção, mas na verdade é muito mais do que isso, são pessoas que me ajudaram a chegar aonde eu cheguei, me ajudam até hoje”, destacou, lembrando sempre do coletivo. “Somos 300 pessoas e, sem elas, eu não estaria aqui, não seria capaz de executar nada.” Esteves não deixou de lembrar de alguns pontos negativos que ela precisou revisar na carreira para chegar ao cargo que ocupa hoje. Um deles foi a cultura do excesso de trabalho dentro das agências, que tinham o costume de não se caracterizar como empresas com regras a serem seguidas.

“Todo mundo que passou por agência teve um pouco de excesso, eu tive muito. Eu exagerava, acho que era um exercício e talvez uma ausência de exemplos. A gente olhava e aquilo virava normal. Isso é um grande problema”, afirmou. Ela lembrou que ao cuidar da representação de uma grande marca internacional na América Latina chegou a viajar quase 200 dias em um ano e quase morreu após ter um cálculo na glândula parótida. “Eu fiquei três meses entre a vida e a morte e dois anos me recuperando de tudo o que os antibióticos me causaram, mas também me curaram”, lembrou. A partir dali, Marcia decidiu reduzir a carga de trabalho, equilibrando a carreira com a vida pessoal.

Como dica para aqueles que querem ascender no mercado, a CEO lembrou da importância da transformação. “A gente precisa que as pessoas entendam a responsabilidade por trás do mercado de comunicação. O mercado de comunicação, por exemplo, na pandemia, apoiou pessoas a entenderem sobre a higienização das mãos, sobre o uso de máscara”, disse. Para ela, quanto mais pessoas diversas formarem uma equipe de comunicação, maior a possibilidade de transformação da sociedade. Além da cultura do feedback e do equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, Marcia também destacou a importância de buscar se espelhar em gestores e não em empresas específicas na hora de procurar um novo emprego. “As empresas são feitas de pessoas e quando você tem um bom gestor, um bom líder, alguém que genuinamente se preocupe com você, você se desenvolve muito mais rápido.”

De acordo com a comunicadora, uma série de transformações dentro do mundo da publicidade podem ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor. Entre essas mudanças está a naturalização da presença de mulheres em cargos de liderança e até mesmo a licença paternidade, que mudará a forma como as crianças do futuro do Brasil serão criadas. Como exemplo de mulher que admira, Marcia lembrou de Marlene Bregman, uma das maiores planejadoras de mercado estratégico do Brasil. “Em cada conversa com ela, mais do que ter uma aula, você sai um ser humano melhor”, afirmou. O livro indicado pela executiva da Lew’LaraTBWA foi a autobiografia do tenista Andre Agassi, que fala de resiliência em meio à dor. Como filme, ela indicou “Forrest Gump”. Quando você começa a refletir sobre a corrida dele, é muito interessante. Para mim, a principal mensagem é que você não corre da vida”, afirmou.

Confira o programa Mulheres Positivas desta segunda-feira 4, na íntegra:

 

Ultimas notícias

A mesma mídia que endossa autoritarismo e fake news chama de bárbaros os que lutam por liberdade

Existe uma velha luta entre liberdade e segurança. Um estado que oferece mais segurança limita sua liberdade. E liberdade total, para além de leis,...

Compartilhamento de dados entre o WhatsApp e o Facebook: entenda o que se sabe e o que falta esclarecer

App enviou notificação de nova política de privacidade para usuários e gerou alta em downloads de concorrentes. WhatsApp...

Você viu? Colapso na saúde do Amazonas, eficácia da CoronaVac, previsão de vacinação no Brasil, fim da Ford e mais

Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 11 a 15 de janeiro. Amazonas entra...

Família de idosa que participou de série da Anitta pede retirada de cena na Justiça: 'ficou muito constrangida'

Maria Ilza de Azevedo Silva, de 72 anos, aparece na série documental 'Made in Honório', lançada pela Netflix...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com