Democratas pretendem apresentar pedido de impeachment de Trump na segunda (11)

Pelo menos 170 deputados já assinaram uma carta pedindo o afastamento do presidente americano. O documento acusa Trump de “incitar deliberadamente a violência contra o governo dos Estados Unidos”. Democratas pretendem apresentar pedido de impeachment contra Trump na segunda (11)
Os deputados da oposição pretendem apresentar um pedido de impeachment contra Donald Trump na segunda-feira (11).

Sem acesso ao Twitter, isolado na Casa Branca, abandonado por aliados e assessores, pressionado a renunciar, ameaçado de impeachment, o homem mais poderoso do planeta entrou em contagem regressiva.
Faltam pouco mais de 10 dias, duzentas e quarenta e poucas horas. Os minutos e segundos passam depressa.
Mas até o meio-dia de Washington, em 20 de janeiro, Trump está no comando de um arsenal nuclear devastador. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, pediu que os generais bloqueiem o acesso de Trump ao botōes que podem acionar uma guerra global. Não teve resposta.
Era para os olhos do mundo estarem voltados para posse de Joe Biden, o presidente eleito, esperança de um novo tempo, prova de vida da democracia americana. Mas Donald Trump, mesmo em silêncio, continua a roubar a cena.
O que ele vai fazer nos últimos dias? Será que renuncia, como Richard Nixon, em 1974, para escapar do impeachment? Será ele o primeiro presidente americano deposto legalmente pelo Congresso?
Pelo menos 170 deputados democratas já assinaram uma carta pedindo o afastamento do presidente. O documento – que ainda está em discussão – acusa Trump de “incitar deliberadamente a violência contra o governo dos Estados Unidos”.
Os democratas têm maioria na Câmara suficiente para aprovar o impeachment. Mas para afastar Trump, o Senado terá que condená-lo, o que exige dois terços dos senadores. Dezessete republicanos teriam que se juntar aos democratas para afastar Trump. E o Senado, ainda sob controle republicano, teria que voltar do recesso, que vai até o dia 19. Só a partir do dia 20 os democratas terão maioria.
Se Trump for condenado, os senadores poderão por maioria simples proibir que seja reeleito ou ocupe qualquer outro cargo. O objetivo seria impedir a volta de Trump em 2024. Há muitos senadores republicanos interessados nisso: são pré-candidatos que querem se dissociar de Trump e da inédita invasão do Congresso que ele incitou.

Ultimas notícias

Turquia suspende voos do Brasil devido à variante do coronavírus, diz ministro turco

Vista do novo aeroporto de Istambul AP Photo/Emrah Gurel A Turquia suspendeu temporariamente os voos do Brasil devido ao...

Tierry conta detalhes de primeira vez com Gabi Martins: ‘Química gigante’

O cantor Tierry contou detalhes do seu relacionamento com Gabi Martins na noite de quinta-feira, 22. Após negar várias vezes o relacionamento com a...

‘Marcius Melhem quer provar inocência atirando em seus detratores’, diz Rafinha Bastos

Em entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, nesta sexta-feira, 22, o humorista Rafinha Bastos opinou sobre a determinação judicial que recebeu após...

Doria recua e fase vermelha na capital valerá a partir de segunda

O governador de São Paulo, João Doria, recuou em parte de sua decisão de colocar a capital paulista em fase vermelha a partir desta...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com