Google remove aplicativo de rede social Parler da Play Store; Apple faz alerta

O aplicativo, que é o favorito de muitos apoiadores de Donald Trump, é acusado de não moderar postagens que incitam a violência. Presidente do Parler diz que as empresas estão atacando as liberdades civis. Proprietários das duas maiores lojas de aplicativos de celulares agiram na sexta-feira (8) contra o serviço de rede social Parler por causa de postagens incitando violência, com o Google removendo-o e a Apple alertando que pode fazer o mesmo.
O Google disse que o aplicativo preferido por muitos apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, tem de demonstrar moderação de conteúdo “robusta” se quiser voltar à loja. A Apple deu ao serviço 24 horas para apresentar um plano de moderação detalhado, indicando participantes que usam o serviço como coordenadores do cerco de quarta-feira ao edifício do Capitólio dos EUA.
As ações das duas empresas do Vale do Silício significam que a rede vista como um refúgio para pessoas expulsas do Twitter pode ficar indisponível para novos downloads nas principais lojas de aplicativos de celulares do mundo em um dia. Ela ainda estaria disponível em browsers móveis.
Twitter tira conta de Trump do ar permanentemente
Twitter cita ‘risco de mais incitação à violência’ ao tirar conta de Trump do ar
O presidente-executivo da Parler, John Matze, disse em posts em seu serviço na sexta-feira que a Apple estava determinando padrões a Parler que não aplica a si, e que as empresas estavam atacando as liberdades civis. Ele acrescentou em uma mensagem de texto à Reuters: “Coordenar distúrbios, violência e rebeliões não tem lugar nas redes sociais”.

Ultimas notícias

Compartilhamento de dados entre o WhatsApp e o Facebook: entenda o que se sabe e o que falta esclarecer

App enviou notificação de nova política de privacidade para usuários e gerou alta em downloads de concorrentes. WhatsApp...

Você viu? Colapso na saúde do Amazonas, eficácia da CoronaVac, previsão de vacinação no Brasil, fim da Ford e mais

Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 11 a 15 de janeiro. Amazonas entra...

Família de idosa que participou de série da Anitta pede retirada de cena na Justiça: 'ficou muito constrangida'

Maria Ilza de Azevedo Silva, de 72 anos, aparece na série documental 'Made in Honório', lançada pela Netflix...

Sexta-feira, 15 de janeiro

Boa noite. Aqui estão as notícias para você terminar o dia bem-informado. Na corrida pela imunização, Ministério da...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com