Pela primeira vez, mundo registra mais de 15 mil mortes por Covid-19 em 24 horas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) relatou neste sábado mais de 15 mil mortes causadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas, um número recorde e que eleva o total desde o começo da pandemia para 1,9 milhão. Houve também 800 mil novos casos, um dos maiores números diários em mais de um ano de crise sanitária, e já são mais de 87,5 milhões de contágios. Os aumentos se devem principalmente ao aumento nas Américas tanto na quantidade de casos, com 440 mil no último dia, quanto no de mortes, com o recorde de 7,8 mil. O continente tem 38 milhões de infecções desde o começo do ano passado.

A Europa, com 28 milhões de casos acumulados e 622 mil óbitos, registrou 273 mil contágios e 6 mil vítimas do vírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, embora por enquanto não haja uma recuperação clara em relação às semanas anteriores. Os Estados Unidos continuam sendo o país mais afetado, com 21 milhões de casos, seguido pela Índia, com 10 milhões, e do Brasil, que ontem bateu o recorde nacional diário de novos casos, com 87 mil, elevando o total para 1,9 milhão. O número de pacientes recuperados é de 64 milhões, e dos 23 milhões de casos ativos, 0,5% – cerca de 108 mil pessoas – está em uma condição grave ou crítica.

*Com informações da EFE

Ultimas notícias

A mesma mídia que endossa autoritarismo e fake news chama de bárbaros os que lutam por liberdade

Existe uma velha luta entre liberdade e segurança. Um estado que oferece mais segurança limita sua liberdade. E liberdade total, para além de leis,...

Compartilhamento de dados entre o WhatsApp e o Facebook: entenda o que se sabe e o que falta esclarecer

App enviou notificação de nova política de privacidade para usuários e gerou alta em downloads de concorrentes. WhatsApp...

Você viu? Colapso na saúde do Amazonas, eficácia da CoronaVac, previsão de vacinação no Brasil, fim da Ford e mais

Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 11 a 15 de janeiro. Amazonas entra...

Família de idosa que participou de série da Anitta pede retirada de cena na Justiça: 'ficou muito constrangida'

Maria Ilza de Azevedo Silva, de 72 anos, aparece na série documental 'Made in Honório', lançada pela Netflix...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com