Câmara Municipal abre nova Comissão Processante contra vereadora acusada de desrespeitar isolamento social em Dracena


Denúncia contra Sara dos Santos Scarabelli Souza (PODE), feita pelo presidente do Diretório Municipal dos Democratas, Valter Fernandes, teve o recebimento aprovado por oito votos a três. Sara dos Santos Scarabelli de Souza, vereadora de Dracena
Reprodução/Facebook
A Câmara Municipal de Dracena (SP) abriu mais uma Comissão Processante (CP) para investigar a denúncia de que a vereadora Sara dos Santos Scarabelli Souza (PODE), supostamente furou o isolamento social com suspeita de Covid-19.
Conforme a denúncia, a vereadora teve seu resultado positivo confirmado em teste realizado em laboratório particular e não respeitou o isolamento social imposto pelos médicos do Centro Municipal de Atendimento à Covid-19 (Cemac).
A denúncia, feita pelo presidente do Diretório Municipal dos Democratas, Valter Fernandes, foi lida nesta segunda-feira (9) em plenário e, por oito votos a três, teve o recebimento aprovado.
Ao G1, Fernandes explicou que entrou com a denúncia com base no mesmo fato relatado na CP anterior, mas entendendo ser possível uma nova análise do caso pelos vereadores, já que a anterior não chegou a ser votada pela Câmara Municipal, mas arquivada pelo transcurso do prazo de apuração.
Fernandes ainda falou ao G1 que como não houve votação da denúncia anterior, apenas o arquivamento do caso pelo transcurso do prazo, ele entende ser possível a análise da nova denúncia protocolada na Câmara, mesmo tratando do mesmo fato.
“Entrei novamente com a denúncia, fundamentando em outras questões, mas o teor é o mesmo”, ressaltou ao G1.
Inicialmente, a Comissão Processante tem cinco dias para notificar a vereadora, que por sua vez, contará com 10 dias para apresentar defesa prévia sobre as acusações apresentadas na representação.
Se a comissão entender que não são suficientes os argumentos da defesa, começa a fase de oitivas.
A comissão tem 90 dias, prorrogáveis por igual período, para apresentar o relatório final, sugerindo o arquivamento ou levando a plenário o pedido de cassação da vereadora, por quebra de decoro parlamentar.
A Comissão Processante é formada pelo presidente Danilo Ledo dos Santos (DEM), pelo relator Júlio César Monteiro da Silva (PV) e pelo membro Luis Antônio de Oliveira Cavalcante (Patriota).
Câmara Municipal de Dracena arquiva denúncia contra vereadora acusada de desrespeitar isolamento social com suspeita de Covid-19
Essa não é primeira vez que a vereadora é alvo de uma Comissão Processante pela mesma denúncia. A primeira, que começou as investigações em abril deste ano, terminou com o arquivamento da denúncia em junho, depois que foram feitos adiamentos pela defesa e o prazo do julgamento expirou.
Em junho, a Prefeitura informou ter multado Sara dos Santos Scarabelli Souza por não usar máscara durante a sessão em que foi anunciado o arquivamento da denúncia.
Vigilância Sanitária multa vereadora em mais de R$ 6 mil por descumprimento do isolamento domiciliar com suspeita de Covid-19
Em março deste ano, a vereadora também foi multada pela Vigilância Sanitária em mais de R$ 6 mil por descumprimento do isolamento domiciliar com suspeita de Covid-19.
Vereadora Sara dos Santos Scarabelli Souza (PODE) durante sessão que arquivou denúncia contra ela
TV Fronteira/Reprodução
À TV Fronteira, a vereadora Sara dos Santos Scarabelli Souza, informou que a população está revoltada com a Câmara municipal.
“Estão todos ao meu favor. Hoje estou recebendo milhares de mensagens ao meu favor. Isso me deixa muito animada. Estou sofrendo perseguição política, simplesmente isso. Estou depressiva, porque gosto muito de trabalhar e essas coisas atrapalham”, acrescentou a vereadora.
O G1 solicitou o posicionamento da Câmara Municipal a respeito do assunto, mas até o momento não obteve resposta.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Ultimas notícias