Objetos com mais de 10 mil anos são encontrados em estômago de crocodilo nos EUA

Após analisar objetos encontrados dentro do estômago de um crocodilo de mais de quatro metros que foi capturado e levado a um espaço de caça no Mississippi, nos Estados Unidos, um geólogo descobriu que o animal tinha engolido artefatos indígenas com mais de 10 mil anos de existência. A descoberta foi feita por James Starnes, diretor de geologia e mapeamento do Departamento de Qualidade Ambiental do estado, que viu nas redes sociais as fotos publicadas pela loja Red Antler Processing a e afirmou que os objetos se tratavam de um “prumo”, que não tem uso especificado, e uma ponta de lança. “Nós tínhamos habitantes nativo-americanos na América do Norte, especialmente no Mississippi, há mais de 12 mil anos. Essa tecnologia é a que eles teriam trazido para a região com eles”, afirmou o especialista ao canal norte-americano CNN. A estimativa dos caçadores é de que o animal abatido tinha entre 80 e 100 anos quando foi morto. Ele pesava quase 350 quilos e o grande questionamento dos especialistas no momento é como ele conseguiu abocanhar objetos tão antigos. A caça controlada de animais do tipo é permitida nos EUA para pessoas habilitadas.

Ultimas notícias