Prefeitura de Serrana, SP, realiza testes em novo inquérito epidemiológico sobre a Covid-19


Objetivo é avaliar incidência do vírus na cidade. Estudo é realizado em paralelo ao Projeto S, do Instituto Butantan, segundo a administração. Moradores de Serrana, SP, passam por testagem em massa contra a Covid-19
Moradores de Serrana (SP) foram submetidos a exames contra a Covid-19 durante o fim de semana para um novo inquérito epidemiológico realizado pela Prefeitura.
O levantamento da Vigilância Epidemiológica é feito em paralelo aos estudos do Projeto S, do Instituto Butantan, que, após a vacinação em massa para avaliar a efetividade da CoronaVac, agora estuda a imunidade da população a longo prazo.
No estudo da Prefeitura, pessoas de 485 imóveis sorteados de diferentes bairros passaram por testes rápidos, com o objetivo de se avaliar a incidência do vírus na cidade. Segundo a secretária de Saúde, Leila Gusmão, moradores que testaram positivo e familiares foram colocados em isolamento.
A esteticista Cícera participou do estudo de testagem em Serrana, SP
Reprodução/EPTV
A esteticista Cícera Ferreira foi um dos moradores a serem testados no fim de semana. Para ela, o trabalho também ajuda a evitar novas transmissões.
LEIA MAIS
Entenda como a vacinação fez de Serrana um ‘oásis’ entre cidades em colapso pela Covid-19
“Além de a gente estar aqui, muito exposto, a gente pode levar para dentro de casa, sem contar que tenho muitas clientes de idade. O risco de eu ser assintomática e transmitir isso para outras pessoas, então melhor fazer o teste, que fico mais segura ainda”, disse.
Desde o início da pandemia, Serrana contabiliza 4.493 casos confirmados de Covid-19 e 101 óbitos.
Com a vacinação em massa concluída em abril, quando em torno de 60% dos moradores foram vacinados, os números da doença na cidade vêm caindo gradualmente. Em julho, foram dois óbitos, menor número desde fevereiro deste ano.
Ainda assim, três escolas tiveram aulas presenciais suspensas depois que alguns alunos testaram positivo para a doença. Eles passam bem.
Nova fase do Projeto S
Depois de vacinar, com duas doses da CoronaVac, 27.160 pessoas maiores de 18 anos, o Instituto Butantan começou, no dia 24 de julho, uma nova fase do Projeto S, para avaliar a imunidade a longo prazo contra a Covid-19.
A pesquisa, com duração prevista de um ano, é restrita a voluntários que tenham recebido as duas doses do imunizante por meio do programa. Nessa etapa, os pesquisadores querem monitorar o período de desenvolvimento de anticorpos.
O estudo foi dividido em intervalos de três meses, chamados de “T”. O “T0” corresponde ao fim da vacinação no município, enquanto o “T1” se refere ao início da nova pesquisa sobre imunidade, 90 dias depois.
Os marcos “T2”, “T3” e “T4” continuam pelos próximos nove meses, tendo como meta a avaliação da imunidade humoral (mediada por anticorpos) e celular. Todos os voluntários terão que refazer os exames de sangue a cada três meses.
Etapas do estudo de imunidade em Serrana, SP
Reprodução/Facebook/Prefeitura de Serrana
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Initial plugin text
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Ultimas notícias