Facebook diz que remoção de contas falsas cresceu 13% no segundo trimestre

schimtz
schimtz Instagram
3 Min Read


Relatório aponta exclusão de 1,7 bilhão de contas falsas entre abril e junho de 2021. Segundo a empresa, alta foi causada por melhoria em seu sistema de detecção. Facebook
Dado Ruvic/Reuters
O Facebook informou ter removido 1,7 bilhão de contas falsas no segundo trimestre de 2021. O resultado representa um crescimento de 13% em relação ao mesmo período de 2020, quando a rede social excluiu 1,5 bilhão de contas falsas.
Os dados foram divulgados na última quarta-feira (18) na edição mais recente do relatório do Facebook sobre a aplicação de seus Padrões de Comunidade.
Segundo a empresa, o crescimento foi registrado por conta de melhorias em seu sistema de detecção proativa, um método que não depende de denúncias enviadas por usuários.
O levantamento do Facebook indica que 99,8% das contas falsas removidas foram identificadas com esse sistema. As denúncias dos usuários representaram apenas 0,2% das contas removidas neste trimestre.
A companhia estima que, entre abril e junho de 2021, a quantidade de contas falsas que conseguiu contornar a fiscalização representa 5% da base de usuários mensais.
Discurso de ódio
Ainda de acordo com o Facebook, a remoção de conteúdos por discurso de ódio aumentou 40% em relação ao segundo trimestre de 2020. A plataforma afirmou que 31,5 milhões de post foram removidos entre abril e junho, contra 22,5 milhões no mesmo período do ano passado.
O Instagram teve alta de 206% na remoção de conteúdos por discurso de ódio. A rede social passou de 3,2 milhões de itens removidos no segundo trimestre de 2020 para 9,8 milhões no mesmo período de 2021.
Em seu relatório, o Facebook afirma que o crescimento também foi causado por conta de uma melhoria em sua detecção proativa.
A empresa diz que investimentos em inteligência artificial permitem detectar mais tipos de violações de discursos de ódio em suas redes sociais.
Sem depender tanto de alertas dos usuários, a companhia aponta que consegue reduzir a quantidade de publicações com discurso de ódio que realmente são visualizadas por outras pessoas.
No segundo trimestre de 2021, a cada 10 mil visualizações de conteúdos, 5 envolviam itens com discurso de ódio. No terceiro trimestre de 2020, quando este índice foi adotado, ele estava em 10 ou 11 a cada 10 mil visualizações.
Desinformação sobre a pandemia
O documento também indica que Facebook e Instagram removeram 20 milhões de posts por violações da política contra desinformação sobre a Covid-19.
De acordo com a empresa, mais de 3.000 contas, páginas e grupos foram excluídos por descumprirem de forma repetida regras que impedem a disseminação de informações enganosas sobre a pandemia.
Além disso, 190 milhões de posts foram sinalizados por agências de checagem de fatos por contarem com informações falsas, parcialmente falsas, adulteradas ou sem contexto.

Share This Article