Grosjean recebe alta do hospital após ‘ver a morte de perto’ em grave acidente no Bahrein

Três dias depois de sofrer um grave acidente no GP do Bahrein de Fórmula 1, o francês Romain Grosjean, da Haas, recebeu alta do hospital em Manama, capital do país do Oriente Médio, e seguirá seu tratamento para poder voltar às pistas no GP de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, no próximo dia 13, que deverá ser a sua corrida final na categoria. A informação foi confirmada pela equipe americana em suas redes sociais.

Grosjean está tratando queimaduras de segundo grau nas mãos após a forte batida que sofreu ainda na primeira volta da corrida no circuito em Sakhir. O piloto de 34 anos acertou o guard-rail a mais de 200 km/h e com impacto de 53G de força. “Romain Grosjean recebeu alta do hospital no Bahrein às 10h30 do horário local (4h30 no de Brasília) desta quarta-feira. O piloto passou três noites no hospital após o acidente no GP do Bahrein de domingo”, informou o comunicado do time americano. “Grosjean vai continuar o tratamento para as queimaduras sofridas na parte de trás das mãos e vai seguir no país. Em nome de Romain e de toda a Haas, queremos deixar nosso agradecimento a quem cuidou dele no hospital”, completou.

Também pelas redes sociais, o piloto francês publicou uma foto de uma de suas mãos com a mensagem: “Minha mão direita nesta manhã. A felicidade que eu senti quando me falaram que não precisava de todas as ataduras mais e poderia voltar a usar meu dedo foi gigante. Quase chorei. Uma vitória a caminho de minha recuperação”, escreveu. Em sua primeira entrevista após o acidente, dada na terça-feira à imprensa francesa, Grosjean afirmou que “viu a morte chegando” nos instantes que antecederam a batida, mas que fez de tudo para sair do carro enquanto pensava em seus filhos. O piloto ainda deixou claro que seu principal objetivo é voltar para o GP de Abu Dabi, afirmando que quer que seu último capítulo na categoria não seja o acidente. No GP do Sakhir deste final de semana, ele será substituído pelo brasileiro Pietro Fittipaldi. “Falei com ele (Grosjean) ontem (terça-feira) sobre isso. Ele realmente quer correr em Abu Dabi”, disse o chefe da Haas, Gunther Steiner. “Mas eu disse que é para ele focar em melhorar e que vamos falar sobre isso no domingo ou na segunda, ver se é possível. Pietro está aqui, Romain está aqui, vamos ver como que ele se sente. Não tenho pressa para decidir isso. Tudo depende de sua saúde”.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Ultimas notícias

Fintech que opera no Brasil desde outubro ganha aporte de R$ 210 milhões

A fintech australiana Stake acaba de receber um aporte de 210 milhões de reais para financiar seu processo de expansão global. A empresa, que desembarcou...

Robinson Shiba, fundador do China in Box, reaparece mais de dois anos após acidente

O empresário Robinson Shiba, fundador do China in Box e Gendai, reapareceu publicamente no domingo, 16, pela primeira vez após um acidente de moto...

Viúva de MC Kevin conta por que brigou com o cantor antes do acidente

A advogada Deolane Bezerra, viúva do cantor MC Kevin, fez um discurso no velório do funkeiro, que foi aberto ao público e aconteceu nesta...

Flordelis aparece cantando e brincando ao lado de influencer no RJ: ‘Para fazer o povo rir’

A deputada Flordelis, apontada pela polícia como mentora da morte do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, no ano de 2019, voltou a...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com