Parque das Dunas tem apresentações virtuais de dança, teatro e música neste fim de semana

schimtz
schimtz Instagram
3 Min Read


Apresentações acontecem neste sábado (21) e domingo (22) pela internet. Peça “No Mundo da Imaginação”, da Companhia Fábrica das Maravilhas
Divulgação/Idema RN
Os projetos Bosque Encena, Dançando nas Dunas e Som da Mata, do Parque das Dunas, terão atrações virtuais neste fim de semana. As apresentações serão publicadas nas redes sociais de cada projeto.
O Dançando nas Dunas abre a programação neste sábado (21), às 16h30, com o espetáculo “Retratos do Cangaço”, da Cia de Danças Xaxado, do município de Parnamirim. Toda a história é contada na visão de três viúvas que perderam seus filhos, maridos e irmãos, vítimas do cangaço.
O espetáculo retrata fatos de três fases da história do cangaço nordestino. A primeira com Jesuíno Brilhante, nascido no Rio Grande do Norte, que consolidou seu bando na segunda metade do século XVIII. Em seguida, com Virgulino Ferreira da Silva, mais conhecido como Lampião, que teve seu fim no ano de 1938 na fazenda Angico, no estado de Sergipe. E por fim, com Corisco, o último cangaceiro, casado com Dadá, morto pela polícia numa emboscada em 1940 na cidade de Jeremoabo, na Bahia.
Já no domingo (22), às 10h, o Bosque Encena apresenta a peça “No Mundo da Imaginação”, da Companhia Fábrica das Maravilhas, com direção de Thianna Câmara.
O espetáculo conta a história de Aninha, uma menina que adora brincar, tem dias que ela é uma astronauta salvando o universo, doutora que conserta brinquedos, protetora de animais ou até mesmo uma heroína. Ela não precisa de muita coisa para embarcar em outro mundo, o seu passaporte é a imaginação, e tudo isso acontece em seu quintal. Numa dessas peripécias ela viaja para o fundo do mar e encontra o Baby Shark perdido da sua família então resolve ajudá-lo em uma aventura em alto mar.
Finalizado o dia, o Som da Mata recebe, a partir das 16h30, o grupo “Nós da Ilha”, formado pelos músicos Gilberto Cabral (trombone), Erinaldo Edson (guitarra), Zé Fontes (contrabaixo) e Bruno Lucas (bateria), que preparou composições próprias e clássicos da Música Popular Brasileira.
O Nós da Ilha é formado por professores do projeto social Ilha de Música que atua na comunidade da África, no bairro da Redinha, e tem como objetivo divulgar o repertório trabalhado na instituição. Com 13 anos de trabalho na comunidade, o grupo tem se apresentado mensalmente para alunos, pais e moradores do bairro visando atrair crianças e adolescentes para o ensino da música.
Serviços
Dia: 21/08 (sábado)
Evento: Dançando nas Dunas – 16h30
Youtube: Dançando nas Dunas
Instagram: @dancandonasdunas
Facebook: dançandonasdunas
Dia: 22/08 (domingo)
Evento: Bosque Encena – 10h
Youtube: Bosque Encena
Instagram: @bosqueencena
Facebook: bosqueencena
Evento: Som da Mata – 16h30
Youtube: Som da Mata
Instagram: @somdamata
Facebook: somdamata

Share This Article