Quantidade de horas adequadas e dificuldade para dormir: Tire dúvidas sobre o sono

O sono tem uma grande importância para a saúde e o bem-estar das pessoas. Por isso, vou responder algumas perguntas sobre este tema. A Luciana, de 46 anos, quer saber: “É verdade que o ideal é dormir 8 horas? Ultimamente só consigo dormir 5 horas por noite. No final de semana até consigo dormir um pouco mais. Não fico com sono no outro dia, mas o problema é que quando durmo pouco, fico com muita fome e desconto na comida”. Vamos lá! A quantidade de horas que cada um deve dormir depende de alguns fatores, e o principal deles é a idade. Já reparou que os recém-nascidos passam muito tempo dormindo enquanto os idosos dormem um pouco menos?

Dormir é uma parte muito importante do desenvolvimento, que é mais intenso na infância e adolescência e desacelera à medida que envelhecemos. É durante o sono que nosso corpo sintetiza hormônios, inclusive os que regulam o nosso apetite. Alguns estudos mostram que, em média, o período de sono na idade adulta varia entre 7 e 9 horas, então dormir pouco pode estar relacionado à fome exagerada. Antes de procurar outras causas para o aumento do apetite, a pessoa precisa se organizar para ter mais horas de sono e com isso verificar se o apetite ficou mais equilibrado.

O Rodrigo tem 28 anos e pergunta: “Tenho uma rotina bem pesada, porque eu trabalho e estudo. Sempre tento dormir cedo, mas não consigo, e no dia seguinte não faço nada direito. O estudo não rende, não me concentro direito no trabalho. O que mais posso fazer, já que não tomo mais café a noite e às vezes até corro um pouco para ‘cansar o corpo’?” Dormir bem faz toda a diferença para o desempenho no trabalho e nos estudos. É principalmente enquanto dormimos que nosso cérebro “processa” as informações que absorvemos ao longo do dia. Evitar café à noite é uma boa estratégia, mas é importante ficar atento com outras “fontes” de cafeína, como refrigerantes, chás e remédios e a quantidade de café que a pessoa tomou durante o dia. O ideal é tomar no máximo três cafezinhos por dia. Fazer exercícios pesados a noite, como é o caso da corrida, para muitas pessoas pode ter um efeito estimulante, o que pode atrapalhar o sono. Então, nesse caso, é melhor deixar a corrida para o período da manhã. Recomendo também que evite álcool e cigarro pelo menos 4 horas antes de dormir.

Alguns cuidados com o ambiente também podem ajudar como: reduzir estímulos luminosos, e isso inclui a luz do celular e da TV, verificar se os sons externos são muito altos a ponto de atrapalhar a noite, criar um ambiente onde a temperatura seja agradável para não sentir frio ou calor durante o sono e desviar os pensamentos das preocupações. Se não estiver conseguindo pegar no sono, faça exercícios de relaxamento e respiração lenta e profunda. Geralmente estas práticas são extremamente eficazes para induzir o sono tranquilo.

Pessoal, muito obrigada pelas perguntas! Se tiverem dúvidas ou quiserem sugerir algum tema, escrevam para mim: [email protected] ou no Instagram @dra.camilamagalhaes.

Ultimas notícias

Família dos EUA cria banda na quarentena e faz sucesso nas redes sociais

Uma família da cidade de Nova York resolveu passar o tempo do isolamento social usando suas habilidades com violão e guitarra para montar a...

Luiz Araújo se entusiasma com o São Paulo de Crespo e sonha em desbancar o PSG de Neymar

Formado nas categorias de base do São Paulo, Luiz Araújo deixou o clube há quase quatro anos, mas segue sem esquecer de suas raízes....

Dani Alves fala sobre grau de lesão e explica por que passou braçadeira para Miranda 

Daniel Alves, lateral e meio-campista do São Paulo, abriu a caixa de perguntas na ferramenta “Stories”, do Instagram, para interagir com os seus seguidores,...

Atriz Eva Wilma é diagnosticada com câncer de ovário

A atriz Eva Wilma, internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para o tratamento de problemas cardíacos e renais desde o dia 15...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com