Força muscular: saiba quais são os tipos e como exercitá-los

Se você frequenta academia ou realiza atividades físicas, certamente já deve ter escutado falar em força muscular, certo? O empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez explica que muitos entendem a necessidade de se realizar exercícios físicos, mas poucos conhecem os conceitos atrelados à educação física. Quando nosso corpo recebe um estímulo, é natural que os músculos se contraiam, o que denominamos de força muscular. Sendo assim, se deseja entender melhor as formas que ela pode ser ativada, leia o artigo até o final!

Você sabia que o simples fato de nos mantermos em pé, em estabilidade já é um ótimo exemplo de força que vem não somente do esqueleto mas também dos músculos inferiores do nosso corpo. Como cita o empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez a força muscular pode ser percebida, ainda, quando realizamos algum tipo de tensão sob os nossos músculos contra uma resistência, assim eles se encurtam e acabam fornecendo uma força extra de modo que completemos o movimento desejado.

E qual seria a importância da força muscular, no momento da execução de exercícios? O empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez entende que esse mecanismo faz com que as fibras consigam encurtar o seu tamanho, em decorrência dos estímulos nervosos e das proteínas. Também chamada de contração muscular, pode ser dividida em três tipos: isotônica (excêntrica e concêntrica), isométrica e isocinética. Confira abaixo como funciona cada uma delas:

Contração isotônica

Neste caso, a contração isotônica acontece quando há uma força que é gerada acima da força da gravidade, envolvendo também a região esquelética do corpo — ligada, obviamente, à movimentação corporal. Esse tipo de contração, é dividida em duas: a concêntrica, onde há o encurtamento do músculo no movimento; e a excêntrica em que o músculo tende a se alongar quando há uma pressão sob o grupo muscular.

Contração isométrica

Quando falamos de força isométrica, estamos nos referindo à isometria, ou seja, metria refere-se ao comprimento e iso, diz respeito a constância, logo, trata-se de uma contração que não gera movimento ao corpo. Assim, como acrescenta o empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez um conhecido exemplo de isomeria é o exercício denominado prancha, em que o atleta deitado no chão fica sob quatro apoios (cotovelos e pontas dos pés), com a barriga para baixo, com o corpo contraído e parado, num espaço de tempo estabelecido.

Contração isocinética

Já quando falamos de contração isocinética, podemos classificá-la como um movimento que é desenvolvido com o extremo de força corporal disponível, mediante maior amplitude. Mas como ele funciona? O empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez explica que neste caso há uma maior carga atrelada às articulações, sendo controlada pela velocidade do atleta. Sendo assim, podemos citar como exemplo a corrida em que o praticante se mantém num movimento constante.

Entende agora a importância das contrações musculares? Saiba que é de extrema necessidade manter uma rotina de atividades físicas, pois além de beneficiar a saúde, também auxilia na nossa saúde corporal. Todavia, lembre-se sempre de buscar um acompanhamento profissional, de modo a alinhar os seus objetivos e necessidades físicas, além de entender suas limitações corporais, evitando problemas tais como dores indesejáveis.

Ultimas notícias

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here