Após conflito com a China, Índia proíbe 59 apps, incluindo TikTok e WeChat

Na segunda-feira, 29, a Índia decidiu por proibir o acesso a 59 aplicativos para smartphone, a maioria de origem chinesa, incluindo TikTok, UC Browser da Alibaba e WeChat da Tencent, citando preocupações de segurança.

Os aplicativos são “prejudiciais à soberania, integridade e defesa da Índia, segurança do Estado e ordem pública”, afirmou o Ministério da Tecnologia da Informação.

A proibição surge após um conflito na fronteira entre os dois países no início de junho, no qual 20 militares indianos morreram.

(Com Reuters)

 

 

 

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Fintech que opera no Brasil desde outubro ganha aporte de R$ 210 milhões

A fintech australiana Stake acaba de receber um aporte de 210 milhões de reais para financiar seu processo de expansão global. A empresa, que desembarcou...

Robinson Shiba, fundador do China in Box, reaparece mais de dois anos após acidente

O empresário Robinson Shiba, fundador do China in Box e Gendai, reapareceu publicamente no domingo, 16, pela primeira vez após um acidente de moto...

Viúva de MC Kevin conta por que brigou com o cantor antes do acidente

A advogada Deolane Bezerra, viúva do cantor MC Kevin, fez um discurso no velório do funkeiro, que foi aberto ao público e aconteceu nesta...

Flordelis aparece cantando e brincando ao lado de influencer no RJ: ‘Para fazer o povo rir’

A deputada Flordelis, apontada pela polícia como mentora da morte do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, no ano de 2019, voltou a...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com