Apple e Google se unem para rastrear e tentar conter coronavírus

As gigantes da tecnologia Apple e Google, rivais no mercado de sistemas operacionais móveis, anunciaram nesta sexta-feira, 10, que vão unir forças para monitorar o coronavírus. As empresas vão criar uma fundação para que aplicativos sejam capazes de rastrear contatos, o que pode indicar se um usuário esteve perto de alguém contaminado.

O projeto tem duas etapas. A primeira, prevista para começar em maio, consiste na liberação de APIs (Interface de Programação de Aplicativos), que permitam a interoperabilidade entre Android e iOS, para uso de autoridades de saúde pública em seus aplicativos. A intenção é que agências governamentais de saúde desenvolvam aplicativos próprios e utilizem essas APIs. Com isso, pessoas que instalarem esses programas poderão ser alertados caso tenham estado perto de alguém contaminado, desde que essa segunda pessoa também tenha o aplicativo em seu celular.

Esse formato ajuda no rastreio, mas tem a limitação do alcance dos aplicativos. Por isso, para uma segunda etapa, Google e Apple planejam lançar uma plataforma de rastreamento baseada na tecnologia Bluetooth, que será incluída nos sistemas operacionais. Segundo as duas empresas, a segunda solução é mais robusta por dar a oportunidade para que mais pessoas participem, tornando o sistema mais eficaz. Além disso, isso permite a interação com mais aplicativos de autoridades de saúde pública.

As empresas explicaram que as APIs e a plataforma que serão lançadas vai garantir a privacidade. Será exigido consentimento para participação e os dados de localização não serão coletados. Nos alertas, os usuários não irão receber informação de quem testou positivo, nem onde ou quando o contato aconteceu. “Privacidade, transparência e consentimento são de extrema importância nesse esforço, e esperamos desenvolver essa funcionalidade em consulta com outras partes interessadas”, afirma o comunicado.

Continua após a publicidade

Ultimas notícias

Fintech que opera no Brasil desde outubro ganha aporte de R$ 210 milhões

A fintech australiana Stake acaba de receber um aporte de 210 milhões de reais para financiar seu processo de expansão global. A empresa, que desembarcou...

Robinson Shiba, fundador do China in Box, reaparece mais de dois anos após acidente

O empresário Robinson Shiba, fundador do China in Box e Gendai, reapareceu publicamente no domingo, 16, pela primeira vez após um acidente de moto...

Viúva de MC Kevin conta por que brigou com o cantor antes do acidente

A advogada Deolane Bezerra, viúva do cantor MC Kevin, fez um discurso no velório do funkeiro, que foi aberto ao público e aconteceu nesta...

Flordelis aparece cantando e brincando ao lado de influencer no RJ: ‘Para fazer o povo rir’

A deputada Flordelis, apontada pela polícia como mentora da morte do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, no ano de 2019, voltou a...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com