TSE suspende repasse de verba de plataforma conservadora para canais que apoiam Bolsonaro

O ministro Luis Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que a plataforma do empresário e ex-assessor do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Jason Miller, suspenda o pagamento para canais e contas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada nesta terça-feira, 7, no mesmo dia em que Miller prestou depoimento à Polícia Federal (PF) no inquérito que apura a existência de uma milícia digital que atua contra a democracia no Brasil. A determinação de Salomão se refere à plataforma GETTR, que se assemelha ao Twitter. A plataforma começou a ser utilizada pelos apoiadores de Bolsonaro depois que uma decisão de Salomão suspendeu repasse financeiro de redes sociais para canais investigados por suposta disseminação de fake news. Na prática, o bloqueio atinge 24 perfis que já são investigados. “Considerando que os gestores da GETTR são estrangeiros e logo retornarão ao seu país de origem, cumpra-se com urgência esta determinação, servido a mesma como mandado para cientificação dos responsáveis”, afirmou o ministro na decisão

Ultimas notícias