Qualidade de vida no ambiente de trabalho farmacêutico: como obtê-la ou melhorá-la?

Para Manoel Conde Neto, empresário e fundador da Farma Conde, a qualidade de vida no ambiente de trabalho farmacêutico é indispensável para que se tenha um negócio que não preze apenas por resultados financeiros, mas também pela saúde e bem-estar dos colaboradores. No entanto, para muitos empresários e líderes, contribuir para a melhoria da mesma no ambiente de trabalho é um desafio.

Mas, está tudo bem! Isso porque, assim como acredita Manoel Conde Neto, apesar da melhoria na qualidade de vida ser algo a ser incentivado, antes de tudo, por líderes e gestores, essa é uma tarefa que deve também ser buscada pelos principais beneficiários da mesma. Desse modo, se você quer saber, então, com incentivá-la na sua equipe enquanto gestor e, ao mesmo tempo, como ter mais qualidade na sua vida enquanto colaborador, acompanhe as dicas a seguir.

  1. Ambiente físico

Para Manoel Conde Neto, esse aspecto deve ser, impreterivelmente, uma responsabilidade da farmácia e de seus gestores. É função do contratante, afinal, oferecer conforto e segurança para os seus colaboradores, a fim de que os mesmos tenham o mínimo possível e cabível que os ajudem a, por si mesmos, realizarem ações individuais que colaborem com sua qualidade de vida.

  1. Compensação e benefícios

Além disso, ainda como função do contratante, é indispensável que haja uma boa compensação e o oferecimento de bons benefícios para os seus colaboradores, tais como Vales Alimentação e Refeição, planos de saúde e afins. No entanto, mais do que isso, investir em elementos que promovam uma cultura inclusiva e diversa, que, na prática, ofereça benefícios culturais, também é importante.

  1. Trabalho com propósito

Outro elemento importante quando o assunto é qualidade de vida no trabalho é o trabalho com propósito. Esse elemento, por sua vez, é algo que pode e deve ser realizado tanto pelo colaborador quanto por um gestor, visto que trata-se de uma via de mão dupla. Em outras palavras, da mesma forma que a farmácia deve se certificar de que o colaborador saiba o porquê de sua função, o funcionário, caso queira melhorar sua qualidade de vida, também deve buscar propósitos com os quais deve trabalhar. 

  1. Relações interpessoais

Por fim, mas não menos importante, para Manoel Conde Neto também é muito importante que as relações interpessoais sejam saudáveis. Isso pode tanto ser incentivado pelos líderes e gestores, quanto algo buscado e mantido pelo colaborador. Na prática, a boa relação interpessoal se apoia em alguns pilares, como a abertura ao diálogo, a empatia e o respeito.

Ultimas notícias

Leave a reply

Please enter your comment!
Please enter your name here